Pesquisar este blog

18/01/2011

Ser ou nao ser palestrante, eis a questao

Muitos profissionais com mais de 40 anos acabam encontrando dificuldades na carreira, apesar de possuírem algo que muita gente não possui: experiência. Obviamente muitas empresas gostariam de ter essa experiência, porém existe tanta gente jovem e barata no mercado que nós, os mais "experientes", acabamos ficando no escanteio por causa da idade e do preço da bagagem.


Se eu estivesse hoje disponível no mercado e, se com a minha idade (bem mais de quarenta) não tivesse a atividade que tenho, procuraria ir para um destes dois lados: ensinar ou vender. Ensinar paga pouco, mas proporciona mais estabilidade pois é possível ter um ganho fixo em uma ou várias escolas. Já vender pode ser mais lucrativo, porém menos seguro, já que só vendemos quando estamos vendendo. É uma atividade difícil de se colocar em piloto automático, mas existe a vantagem de ser possível trabalhar sem qualquer investimento inicial (falo de vender como representante comercial, não de possuir um comércio).

Já o universo das palestras, minha atual atividade, já que parei de dar aulas e consultori), exige um bocado de exposição e mídia para ficar conhecido. Nem sempre são os melhores que são palestrantes. Geralmente são os mais vistos. Um caminho é construir uma imagem (o que consegui graças à Internet) e outro é trabalhar com agências, que podem colocar você no mercado oferecendo seus serviços, mas as agências não vão querer colocar a mão no fogo se não tiverem provas de que você é bom.

Existe ainda um caminho híbrido que é vender (ou ensinar, ou dar consultoria, ou etc.) e ser palestrante, algo que muitos fazem. Conheço um que é corretor de imóveis quando não está viajando e fazendo palestras motivacionais. De uma maneira ou de outra, nada acontece se você não partir para o campo e testar as várias possibilidades.

Hoje estou fechando minha firma e abrindo outra optando pelo "Simples" para reduzir a carga tributária e também porque não tenho intenção de crescer, ter funcionários etc. Do jeito que estou está bom, daí a pouca pretensão. Mas quando comecei a trabalhar por conta própria há alguns anos, abri uma empresa que tinha uma gama imensa de atividades em seu escopo. Incluía desenvolvimento de software (meu filho entrou de sócio na época), websites, consultoria, publicidade, editora, traduções, palestras, cursos, redação etc. etc. etc.

Tentei cobrir tudo o que minhas habilidades poderiam atender porque não sabia o que iria vingar. Vingou palestra e agora vou fechar aquela e abrir outra exclusivamente para ensino e treinamento corporativo. Nada de editora (estamos na era das edições sob demanda) ou consultoria.

Vejo que um caminho é esse: abrir o leque ao máximo e ir medindo o que dá melhor resultado. Como no Velho Oeste, alguns foram em busca do ouro e outros foram para vender picaretas para quem buscava ouro. Muitos dos que foram vender produtos para os garimpeiros existem até hoje, como os fabricantes de ferramentas e calças jeans. Pode ser que você saia em campo para trabalhar no segmento de palestras e acabe descobrindo que dá mais dinheiro vender ternos para palestrantes ou projetores multimídia! O melhor é manter o radar ligado para não perder as oportunidades.

2 comentários:

J disse...

Olá,
tenho 20 anos, sou tecnico em administração, breve inicio um curso tecnologo em gestão de rh, pois esta é a area que escolhi para atuar no mercado de trabalho.
Escrevo, pois gostaria de receber alguns conselhos e, se possível, informações sobre o mundo que gira em torno ds palestras.
Como montar uma palestra que seja assertiva?
Qual deve ser a postura de um palestrante?
O que dizer?
O que fazer?
Metodos de se "estudar" para aplicar conhecimentos em cada caso que seja util para a pratica?
Sei que tudo depende do profissional, da pessoa: carater, personalidade, carisma e etc, mas queria receber tais conselhos e informações de alguem que fosse experiente e conhecesse bastante sobre este ramo do mercado.
Se puder me enviar por email: jonatannascimentodeoliveira@yahoo.com.br
Agradeço desde já.

Jonatan N. de Oliveira

dodoprotestante disse...

Sr persona, se for responder para o Jhonatan responda aqui para ficarmos inteirados do assunto também. Desde ja que lhe expor minha admiração por seu trabalho, gosto muito de todos os seus trabalhos e sempre que posso divulgo "o evangelho em 3 minutos".

Adonias Soares

Postagens populares