Pesquisar este blog

16/11/2010

A oracao do palestrante

Sou palestrante, e isso me coloca entre a população de risco de orgulho. Sim, é fácil você ser vencido pelo orgulho quando tem tantas oportunidades de ensinar as pessoas e passa a achar que sabe tudo. Não sei e você não sabe.

O problema é que o orgulho aumenta com o passar dos anos e é a última coisa no ser humano que morre. Li isto numa carta que J. N. Darby escreveu aos seus editores no século 19: "Madame De Stael disse, em seu leito de morte, 'Sabe qual é a última coisa que morre em uma pessoa? É o seu amor-próprio'." Daqui a pouco você irá querer ler a carta toda de Darby neste link.

Mas antes leia este texto de autor desconhecido publicado na "The Christian Newsletter", porque tem tudo a ver comigo e com você, palestrante, porque estamos ficando velhos e ranzinzas à medida que o tempo passa. Eu me enxerguei no texto. Será que você irá se enxergar também? Não? Ok, acabo de vê-lo ali. É melhor ler.

-

"Senhor, Tu sabes, melhor do que eu, que os anos estão se passando, e logo serei um velho. Quando isto acontecer, guarda-me de tornar-me um tagarela, e guarda-me principalmente do terrível hábito de pensar que devo sempre dar a minha opinião a respeito de todo assunto e em qualquer ocasião.

"Livra-me do extremo desejo de pôr em ordem os negócios alheios. Conserva minha mente livre de ficar recitando detalhes sem fim e, em qualquer conversa, dá-me asas para voar direto ao ponto que interessa.

"Rogo por graça suficiente para ouvir as histórias das dores de meu próximo. Ajuda-me a suportá-las com paciência. Mas não permita que saia de meus lábios nenhuma palavra acerca de meus próprios sofrimentos e de minhas dores. Estas estão aumentando e meu prazer em ficar falando delas aos outros aumenta à medida em que os anos passam.

"Não ouso rogar por uma memória eficaz, mas peço que cresça em mim a humildade e diminua minha oposição às gloriosas lições que tenho a aprender nas ocasiões em que eu possa estar errado.

"Conserva-me sensível e amável. Não quero me tornar um velho mal-humorado, o que é uma das obras-primas do diabo. Dá-me seriedade, mas não permita que eu me torne rabugento; torna-me prestativo, mas não permita que eu fique "mandão". Com a "vasta bagagem de sabedoria" que acumulei, pode até me parecer um desperdício não usá-la a todo momento, mas Tu sabes, Senhor, que eu gostaria de terminar minha vida tendo, pelo menos, alguns amigos...

"Dá-me a habilidade para enxergar coisas boas onde for menos provável, e talentos naqueles de quem menos espero. E dá-me, Senhor, a graça de dizer isto a eles. Amém."

2 comentários:

Palestra de Motivação - Cleiton Basso Palestrante disse...

Amigo Mário Persona... Seus trabalhos (blogs, sites, palestras) são maravilhosos. É perceptível a paixão com que realizas tudo.

Abraços.

Cleiton

Jonatan Oliveira disse...

Carissímo, quero lhe dizer que estás de parabéns por seu empenho e que te considero um exemplo a ser seguido ou copiado.
Criei um blog destinado a Rh e para iniciar minha carreira na area e em palestras...permita-me a liberdade de copiar esta oração e postá-la em minha página.

Parabéns!

Postagens populares